Que não se repita uma nova tragédia como a de Santa Maria.

Quando a rotina evita acontecer, deixamos de acreditar que ela seja importante e é ai que o lamentável acontece. Não é de hoje que as prefeituras deixam de fiscalizar de maneira devida os estabelecimentos que atendem ao publico.

Parques, Shoppings, Boates, Bares, Shows e diversos outros estabelecimentos veem a inspeção da prefeitura, com o corpo de Bombeiros como um incomodo desnecessário a sua atividade.

Afinal pra que um extintor de incêndio a cada perímetro, pra que mangueira de incêndio, sinalização pra saída de emergência, ou até mesmo o suporte pra toalhas de papel.

Essas são medidas para se atender bem ao publico, precaver o risco bacteriológico, facilitar e não criar pânico em situações e emergência. Medidas essas que se fossem levadas a sério diminuiria e muito o numero de vitimas da lamentável tragédia de Santa Maria-RS.

O que mais matou nessa ocasião foi o pânico associado a falta de preparo do ambiente. O que não isenta o poder publico quanto aos prazos de regularização e a minuciosa inspeção que deveria ter ocorrido.

Agora mais do que nunca se vê a importância de tais medidas de segurança, e o quanto elas podem valer num momento de apuros. Infelizmente tivemos que aprender em meio a uma tragédia.

Foi uma cidade em que não havia uma pessoa que não conhecesse alguém que não tivesse morrido. Vidas ceifadas por negligencia. Negligencia dos administradores por não atenderem o que manda a lei e omissão por parte do Município que não vistoriou pra exigir o que deveria se atendido.

Agora resta a policia apurar e trazer a tona o que já se sabe. Essa tragédia aconteceu por uma sucessão de erros de toda natureza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *