Lava Jato, como está?

Muito se ouve falar sobre a tal operação Lava Jato nos meios de comunicação. Mas o que é essa operação? Quem está organizando? Quais são as pessoas envolvidas nesse processo? Quanto dinheiro foi desviado? Essas e muitas outras perguntas iremos tratar nesse artigo para que você fique a par de tudo o que está acontecendo no mundo político de nosso País.

Lava Jato, como está?

Lava Jato, como está?

 

A operação Lava Jato podemos dizer que foi a maior investigação sobre corrupção conduzida até os dias de hoje. Tudo começou quando deu inicio a investigação de alguns doleiros, espalhados por diversos estados do Brasil, porém com um único objetivo: o desvio de dinheiro de umas das maiores empresas petroleiras do País, a Petrobras.

Como funciona essa operação?

No início do ano de 2009, iniciou-se as investigações sobre as pessoas ligadas a Alberto Youssef, pois se tinha a desconfiança da movimentação de bilhões de reais tanto no Brasil quanto no exterior providos de propinas e corrupção.

Lava Jato, como está?

Lava Jato, como está?

Alberto Youssef era muito próximo a Paulo Roberto Costa, um ex-diretor da Petrobras e ambos foram presos em meados de 2014. Foi a partir daí que todo o esquema de corrupção começou a ser descoberto. Isso porque, após a prisão, tanto Youssef quanto Costa resolveram colaborar com as investigações e começaram a contar com detalhes como era realizado o processo de recebimento de propina, bem como as pessoas envolvidas no caso.

De acordo com o Ministério Público Federal, os diretores da Petrobras cobravam de empreiteiras propinas, de modo que seus negócios fossem facilitados. Essas empreiteiras, por sua vez, tinham contratos superfaturados com a Petrobras, permitindo assim a retirada de dinheiro da mesma, fazendo com que o esquema fosse se fortalecendo. Parte desse dinheiro eram embolsadas pelos diretores das empresas, lobistas e doleiros.

Alguns nomes como Júlio Camargo, Augusto Mendonça Neto, Pedro Barusco, Shinko Nakadankari, Dalton Avancini, Eduardo Leite, Ricardo Pessoa, Júlio Faerman, Milton Pascowitch, Mario Goes, Fernando Baiano, Nestor Cerveró, Salim Shahin e José Carlos Bumlai foram os principais investigados. Destes, uns são ex-diretores da Petrobras, Lobeiros, Dolistas e diretores das empreiteiras investigadas.

Desses nomes citados acima, apenas alguns foram presos. Alguns foram condenados e outros foram libertos, respondendo seus processos em liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *