Juiz Sérgio Moro coloca em sigilo superplanilha da Odebrecht

O juiz Sérgio Moro tornou-se conhecido por todo o Brasil desde o início das investigações da Operação Lava Jato, já que colocou os chamados “intocáveis” atrás das grades, invertendo a máxima de que no Brasil “as coisas viram pizza”. Na última semana, o juiz “incendiou” o país através da divulgação de gravações entre o ex-presidente Lula e outros políticos, como a presidente Dilma. Dessa vez, Moro colocou em sigilo superplanilha da Odebrecht, fato esse que gerou controvérsias.

Juiz Sérgio Moro caracterizou-se como um "salvador da pátria" após levar à prisão diversos políticos na Operação Lava Jato

Juiz Sérgio Moro caracterizou-se como um “salvador da pátria” após levar à prisão diversos políticos na Operação Lava Jato

Ao longo de toda as investigações da Operação Lava Jato, a conduta do juiz paranaense foi a de não manter o sigilo sobre os autos dos processos. Inclusive, esse foi um fato que provocou um “incêndio” na política brasileira, a partir da divulgação de áudios de ligações entre o ex-presidente Lula e políticos como o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, onde supostamente havia um contato sobre a verdadeira propriedade do sítio em Atibaia ao ex-presidente, e a presidente Dilma, na qual foi relatado um possível favorecimento da presidente a Lula na entrega do ministério da casa civil ao político.

Superplanilha contém nome de diversos políticos muito conhecidos no cenário nacional

Superplanilha contém nome de diversos políticos muito conhecidos no cenário nacional

E tal acontecido foi muito, mas muito colocado em pauta nos principais meios de comunicação, de tal forma que tornou-se exaustivo escutar tantas vezes as gravações com a voz de Lula. Após toda a revolta com a divulgação das gravações e a piora da crise política brasileira, uma nova fase da Operação Lava Jato foi aberta e, nela, foi descoberta uma superplanilha da empreiteira Odebrecht, a qual contém inúmeros nomes (+200) de políticos brasileiros que estariam recebendo dinheiro da empresa em suas campanhas eleitorais.

Lista de possíveis envolvidos com esquemas de corrupção e beneficiários da empreiteira está sob sigilo, ao contrário de outros autos da Lava Jato

Lista de possíveis envolvidos com esquemas de corrupção e beneficiários da empreiteira está sob sigilo, ao contrário de outros autos da Lava Jato

E, justamente quando poderia colocar tudo isso de forma muito clara para todo o Brasil, tal como aconteceu no caso de Lula, o juiz paranaense decidiu colocar sigilo sob a superplanilha da Odebrecht. Podendo mostrar para todo o Brasil os políticos que estavam interligados com uma das empresas mais envolvidas em desvios de dinheiro público no pais e, assim, fornecer para a população como o seu voto estava sendo utilizado, para dar ainda mais margem à corrupção, foi preferível manter em silêncio os jornais e todas as informações da superplanilha. Os meios de comunicação, que amplamente divulgaram o conteúdo da quebra do sigilo telefônico de Lula, simplesmente sequer enunciaram os nomes de uma lista muito interessante para todos os brasileiros.

Todos os envolvidos em esquemas de corrupção devem ser investigados e sofrerem as punições cabíveis

Todos os envolvidos em esquemas de corrupção devem ser investigados e sofrerem as punições cabíveis

O fato é que, dessa vez, não é interessante colocar ao povo todas as informações, visto que não há informações suficientes para comprovar a ligação dos políticos com a corrupção e para não gerar “conclusões precipitadas”. Na parcialidade de tratamento das informações, só quem perde é o povo brasileiro, que pode ser manobrado de forma muito prejudicial e, dessa forma, beneficiar os interesses de um determinado grupo. Todos aqueles que cometem atos ilícitos devem ser julgados e condenados de acordo com que é estabelecido pelo código penal, sejam eles de qualquer partido ou de qualquer corrente ideológica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *