Horário de verão gera economia de R$162 milhões

O tão conhecido horário de verão, o qual já tornou-se algo rotineiro para os brasileiros das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste na segunda metade do ano e no começo do ano não é somente uma medida sem objetivos e que é apenas uma tradição: é uma medida muito interessante para a economia de energia, mesmo que não agrade a todos os públicos. Prova disso é que a medida que vigorou entre 2015 e 2016 conseguiu realizar uma economia de cerca de R$162 milhões aos consumidores.

luzes O horário de verão encerrou-se às 0h deste último domingo, 21, e possibilitou que uma boa quantidade de energia fosse poupada, principalmente no horário de pico, que é aquele entre 18h e 21h. Segundo o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chipp, a economia dos 126 dias de horário diferente do normal totalizaram uma redução na demanda de nesse horário de aproximadamente 2,6 mil megawatts, sendo que 1,95 mil megawatts foram poupados do subsistema Sudeste/Centro-Oeste e 0,648 mil megawatts do subsistema Sul, o que representa uma redução de 4,5% da demanda dos dois subsistemas no horário crítico.

fim do horário de verãoDe início, a ONS tinha uma expectativa de economia de aproximadamente R$ 240 milhões, mas a meta não foi atingida e a explicação do porquê disso não veio à tona. A economia estabelecida é explicada pela não ativação das temidas usinas termoelétricas, as quais servem para garantir o abastecimento elétrico sem maiores preocupações (lembra do “apagão”?). No entanto, produzem energia muito mais cara do que as usinas hidrelétricas, sendo, dessa forma, não escolhidas como prediletas pelo bolso dos brasileiros. É importante recordar que o preço da energia elétrica, em 2015, subiu justamente pela ligação das usinas termoelétricas e onde foram conhecidas as expressões “bandeira vermelha” e “conta de luz muito alta”.

horário de verãoAlém de permitir que tenha uma economia a mais para o bolso dos consumidores, o horário de verão permite que obtenha-se uma economia na manutenção das redes de transmissão, bem como uma maior possibilidade para a realização de manutenções mais frequentes, possibilitando, assim, uma maior segurança para consumidores. Aquela 1 hora a mais adiantada no relógio, que por alguns é odiada e por outros é comemorada revela-se muito útil e algo que poderia ser ampliado para o Brasil inteiro, para possibilitar uma economia maior mesmo com as condições solares diferentes, afinal, toda a economia é bem recebida, principalmente em tempos de “vacas magras”.

horario_de_veraoA proposta do horário diferente não é somente de atrasar ou adiantar uma hora aos relógios dos brasileiros, mas possibilitar uma economia de energia. Por isso, estabelecer medidas de economia  é importante para todos, não importa a região qual você estiver. Desligar equipamentos eletrodomésticos que não estão em uso, diminuir o tempo de uso no chuveiro, no ar condicionado e apagar lâmpadas em locais onde não estão sendo usadas são propostas visualizadas todos os anos, mas ainda pouco praticadas pelos indivíduos. Com medidas simples, as pessoas podem estabelecer costumes muito rentáveis para a sua cidade, estado e até o país, visando um melhor lugar para todos os habitantes tupiniquins e sem os terríveis e temidos “apagões”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *