Governo Federal não retira bandeira tarifária vermelha da conta de luz como tinha prometido.

No ano de 2015 as contas de luz tiveram aumento de até 51%. Os valores das nossas contas simplesmente dispararam, gerando inclusive muita inadimplência por parte do consumidor.  A razão segundo o governo federal, foi a seca histórica pela qual nós passamos em 2015.download (7)

As geradoras de energia termo elétricas, que tem um custo altíssimo para se manter em funcionamento tiveram reflexos direito no bolso do consumidor por meio das bandeiras tarifarias nas cores vermelha, amarela e verde. No caso a vermelha, significa que o custo da energia está alto, se for amarela, significa que a energia custou menos naquele mês e por fim, se estiver verde, é um indicativo de que as termos elétricas foram desligadas e a energia ficou mais barata.

Ocorre que desde Novembro do ano passado tivemos uma enorme quantidade chuvas, a ponto de muitas  termo elétricas terem sido desligadas, o que fez com que o custo da energia diminuísse vertiginosamente. Ocorre que  ao Invês de validar a bandeira tarifária amarela, devido a situação favorável, o governo resolveu de última hora criar uma bandeira tarifária vermelha intermediária, ou seja, não cumpriu com o que prometeu lá atrás. Dá para confiar num governo como esse?

 

hidro

As geradoras de energia termo elétricas, que tem um custo altíssimo para se manter em funcionamento tiveram reflexos direito no bolso do consumidor por meio das bandeiras tarifarias nas cores vermelha, amarela e verde. No caso a vermelha, significa que o custo da energia está alto, se for amarela, significa que a energia custou menos naquele mês e por fim, se estiver verde, é um indicativo de que as termos elétricas foram desligadas e a energia ficou mais barata.

Ocorre que desde Novembro do ano passado tivemos uma enorme quantidade chuvas, a ponto de muitas  termo elétricas terem sido desligadas, o que fez com que o custo da energia diminuísse vertiginosamente. Ocorre que  ao Invês de validar a bandeira tarifária amarela, devido a situação favorável, o governo resolveu de última hora criar uma bandeira tarifária vermelha intermediária, ou seja, não cumpriu com o que prometeu lá atrás. Dá para confiar num governo como esse?

1437482470238

Entretanto, percebendo a tremenda sacanagem que fez com a população, o governo meio que voltou atrás, determinado que a partir de março vigore nas contas de energia a bandeira tarifária amarela.

Você já percebeu que sempre temos um governo que quer nos ferrar sempre. (Para não falar aqui uma outra palavra que também começa com a letra F)? Eles não fazem os devidos investimentos no setor energético, na hora da crise nos faz pagar a conta da sua incompetência administrativa e ainda quer  extorquir de nós mais dinheiro por não querer reduzir o valor da conta? Ah! Vão para o inferno bando de picaretas safados! Desculpem, mas às vezes não da para se controlar diante de tanta pilantragem desses nossos políticos!

Temos um governo que não é parceiro de sua nação. Muito pelo contrário, se puder, nos leva até os últimos fios de cabelo por meio de impostos. Temos uma política que é um lixo, que em nada favorece o cidadão brasileiro e muito menos os empresários que são quem realmente faz a economia desse país girar, apesar de viverem sufocados com a nossa sádica carga tributária.

images (8)

Vamos ficar atentos as artimanhas do nosso governo e não aceitar pagar o pato de uma gestão pública incompetente, que além de não beneficiar a sua população com bons serviços sociais, ainda dificulta o seu progresso por problemas que não foram culpa sua. Não vamos aceitar a volta da CPMF, não vamos aceitar o aumento abusivo de impostos, não vamos aceitar gastar mais o que não temos para bancar as “cagadas” desse governo que está ai por pura irresponsabilidade e corrupção. Basta fechar a torneira da corrupção que teremos por ano cerca de 200 bilhões de reais a mais nos cofres públicos! Eles que se virem, pois não é justo que fiquemos bancando essa gente por erros que são só deles!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *