Fraude na lei Rouanet. Dinheiro da cultura em festinhas luxuosas!

Fraude na lei Rouanet. Dinheiro da cultura em festinhas luxuosas!

Desde que muitos artistas brasileiros começaram a manifestar apoio a Dilma Roussef sustentando a sua delirante teoria do golpe, muito se questionou o porquê desse comportamento. Acredita-se que muitos desses artistas se beneficiaram da Lei Rouanet e por isso mesmo resolveram tomar as dores de Dilma, bem como, a quem diga que eles foram pressionados a fazer isso por terem se beneficiado dessa lei.

casamento com lei rouanet

Boatos a parte, fato é que com essa onda a apoio de artistas a Dilma Roussef a lei Rouanet começou a sofrer duras criticas por parte de outros artistas. O ator Alexandre Frota mesmo divulga num vídeo que está no You Tube que essa lei é um jogo de cartas marcadas, pois na esmagadora maioria das vezes é sempre um mesmo grupo quem mais se beneficia da mesma. Frota diz que existe um acordo costurado entre o produtor cultural, a banca examinadora do Ministério da Cultura e a empresa que resolve apoiar um determinado projeto. No final das contas todo mundo leva a sua fatia do bolo.

O que Alexandre Frota diz veio a ser confirmado com Deflagração da Operação Boca Livre, que descobriu fraudes envolvendo a lei Rouanet que somam valores da ordem de 180 milhões de reais.

Um casamento luxuoso na praia de Jurerê internacional em Florianópolis foi pago com dinheiro liberado pelo Ministério da Cultura via lei Rouanet, que deveria ser destinado a uma apresentação pública de uma orquestra sinfônica. O noivo é filho do casal Antônio Carlos Belini Amorim e Tânia Guertas, promotores de eventos. Os noivos são Carolina Monteiro e Felipe Amorim. Um dos maiores produtores culturais do Brasil, Fábio Ralston, foi preso acusado de fazer parte do esquema. Mais 13 pessoas foram presas.

policia federal

Segundo as investigações, eles inscreviam o projeto e ao ter o benefício concedido não revertiam todo valor para o projeto cultural em questão e sim um valor muito a quem do valor pedido via lei Rouanet, ou seja, os desvios dos recursos aconteciam na execução do projeto. Além disso,  houve casos em que o dinheiro liberado para projetos culturais nem foram destinados para esse fim. Esse grupo atuou por 20 anos no Ministério da Cultura (Minc).

Já disse em outros artigos que a lei Rouanet precisa passar por reformas, pois o texto dessa lei que é de suma importância para a cultura nacional precisa ser reformulado de modo a coibir artimanhas que beneficiem sempre a mesma panelinha. Seria necessário também que os projetos aprovados via lei Rouanet nos últimos anos passasse por uma auditoria para que se possa identificar se há mais esquemas de corrupção em outros projetos culturais e se existe sempre um grupo de produtores sendo favorecidos.

casamento de luxo

É triste de ver como se faz corrupção com tudo no Brasil, inclusive com a cultura que é uma das ferramentas de maior transformação social para qualquer nação. É impressionante observar que a cultura é algo generalizado em todas as camadas sociais e seguimentos da nossa sociedade. O Brasil é maravilhoso como país! O seu único problema é o seu povo, que em sua maioria é corrupto por natureza!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *