Eduardo Cunha coloca em votação pautas a favor do Governo Dilma.

Parece que o Presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha e a Presidente da Republica Dilma Rousseff resolveram dar uma trégua no que tange as constantes trocas de farpas que vinha ocorrendo entre os dois nos últimos dias.

dilma-e-eduarado-cunha-01Cunha começou a colocar em votação essa semana pautas que estavam paradas e que são do interesse do executivo como aumento de impostos e a volta da tão indesejada CPMF.

Paralelamente os Partidos Rede Sustentabilidade e o PSOL e outros 5 partidos, entre eles parlamentares do PT, protocolaram essa semana junto ao Conselho de Ética, o pedido de cassação do mandato de Eduardo Cunha com fundamento nas acusações que lhe são imputadas, corroboradas por provas robustas de que o Deputado tinha dinheiro ilegal em contas na Suíça. Também está na Câmara dos Deputados as contas da Presidente Dilma do ano de 2014, contas essas rejeitas pelo TCU.

Dilma e Eduardo Cunha estão na corda bamba. Ambos correm o risco de perder os seus respectivos mandatos. Ela pela incompetência administrativa de seu governo e ele pelas graves acusações de corrupção que vem sofrendo; Certamente eles agora devem costurar um acordo para livrar a cara dele da cassação e ela do impeachment, pois por uma questão de justiça é para isso acontecer, mas pelo visto vai rolar uma politicagem.

downloadNão será de se estranhar se Eduardo Cunha começar a fazer coro na Câmara dos Deputados para conseguir apoio para todas as pautas de interesse do governo e ter a pachorra de analisar as contas da Dilma e dizer que está tudo correto para ela não sofrer impeachment. Não causará nenhuma surpresa também se Eduardo Cunha se livrar da cassação por favorecer as pautas do governo no Congresso Nacional.

Eles farão todo tipo de manobra política para não perder seus respectivos mandatos, ainda que isso custe terem que engolir sapo um do outro para se manter no poder. Política é como nuvem, sempre está mudando de posição. Tudo vai depender em que direção sopra  os ventos dos interesses.

Aqui no Brasil é assim. Tudo se resolve na base do famoso e arraigado “jeitinho brasileiro” que sempre funciona de acordo com a conveniência e a oportunidade no cenário político.

Particularmente não acredito que cunha consiga se manter na Presidência da Câmara dos Deputados, pois sua situação política é delicada. Não acredito que ele vá escapar  de um processo no Supremo Tribunal Federal, visto que as provas que o acusam de corrupção são cabais.

No caso de Dilma Rousseff, a coisa será um pouco mais difícil, pois ela pode conseguir apoio no Congresso para que suas contas públicas de 2014 sejam aprovadas e assim se livrar do impeachment. Todavia, dado o clamor social pela difícil situação econômica do país, a falta de emprego e os escândalos de corrupção em seu governo, Dilma não se livrará da pressão popular pela sua saída da Presidência da Republica.

Agora precisamos dar tempo ao tempo e esperar para ver se tudo isso não vai acabar em pizza. Aliás, era Brasília que deveria ser considerada a capital nacional da pizza e não São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *