Como será o Pós-Olimpíadas?

Estamos no ano que antecede um enorme evento esportivo em nosso país, evento o qual mexeu e mexerá drasticamente com nossa economia, alvo de muitas críticas e protestos as Olimpíadas se aproximam e com ela surgem algumas interrogações quanto a perspectiva do futuro de nosso país. As mais frequentes dúvidas estão relacionados ao pós evento, como estará o desemprego? ainda estaremos nessa crise? Só o tempo dirá, mas há fatores que mostram que o cenário não é tão otimista assim.

Quanto ao desemprego, podemos ser lógicos em dizer que algumas áreas que estavam mais em alta por conta do evento esportivo cairá com o fim do mesmo. Engenharia é um exemplo, a Engenharia Civil muito impulsionada pelas construções e instalações do evento, promoveu a admissão de muitos profissionais da área e também de estagiários. Porém, sem querer ser pessimista, é meio lógico dizer que após as Olimpíadas a tendência é que a área tenha uma grande baixa de oportunidades. A área é sempre atrativa pelos seus salários normalmente altos, porém, sem muito espaço para novos profissionais não adianta muito a remuneração.

Embora tenha citado a Engenharia, muitas outras áreas sofrerão consequências após o fim das Olimpíadas. Estrategicamente, pensando nisso, o governo já deveria ter planejado ações para impulsionar o mercado e o surgimento de novas vagas. Se o desemprego atualmente já é um índice atemorizante, mesmo pós uma Copa do Mundo e em vésperas das Olimpíadas, imagina quando não houver mais eventos de “grande porte” para impulsionar mais vagas.

A crise financeira é causadora disso, obviamente, mas se às atenções permanecer na “questão impeachment”, que já está bem obsoleta, muito provavelmente vamos passar uma crise generalizada no mercado de trabalho. Independentemente da mudança do comando do país, concentrar todas as atenções nessa questão e esquecer as outras só afundará o país na crise que já está.

É hora de mudança, hora de pensar em algo novo. Porque gastar com novas obras, novos eventos e esquecer dos benefícios da população é uma profunda insanidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *